Descomplicando IR

Faltando 7 dias para encerrar o prazo para a Declaração de Imposto de Renda.
E uma das dúvidas que eu tive no ano anterior foi: Uma porcentagem de imposto de renda foi recolhido na minha folha de pagamento, mas minha renda não é igual e nem maior que o valor estipulado que obriga a declarar.
O que fazer? Declaro ou não declaro?

Imposto de renda

Se seus rendimentos tributáveis de 2014 (salário, aposentadoria, aluguéis e etc.), esta acima de R$ 26.816,55, você saber que é obrigado a fazer a declaração de Imposto de Renda.

Caso não seja, não é obrigado. Mas, pode apresentar a declaração se quiser. O que é vantajoso, porque se teve imposto recolhido na fonte, o governo irá lhe devolver o valor como restituição e reajustados pela Taxa de Juros da Selic que hoje esta em 12,75%. Ou seja, você vai receber o valor que contribuiu mais os juros. Isso não é bom!?
DICA: Jovens em início de carreira que tem em seu rendimento o recolhido do IR, mas o salário não se iguala e nem superar R$ 26.816,55, mesmo que o valor do imposto seja “insignificante” irá lhe fazer falta. E claro, você não vai deixar o seu dinheiro para o governo né?!

Euzinha deixei de declarar ano passado e pedir um valor que era meu de direito. Vacilei!!!
Esse ano será a primeira vez que irei realizar a declaração de IR.
Optei em eu mesma fazer e no final um amigo contador irá analisar e ver se esta tudo certinho. É normal que achemos um bicho de sete cabeças, mas tendo a informação direitinho e pesquisando bastante podemos resolver sem medo.

O programa IRPF2015 para declaração pode ser obtido no site da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) na internet, aqui.

Na hora de declarar você escolher qual modelo que irá preencher sua declaração: completa ou simplificada. A completa é aconselhável para quem tem muitas despesas dedutíveis, pois permite um abatimento maior do IR. Na simplificada é pra quem não tem muitas despesas para deduzir. Porém, no final do preenchimento o programa fará uma comparação do valor do imposto a restituir (que ira receber de volta).

Eu optei pela completa, mesmo não possuindo tantas despesas (apenas gastos com educação e saúde), como coloquei a minha mãe como dependente o valor abatido foi maior.
Só pra lembrar, despesas com educação são validas creche, educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, curso superior, cursos de especialização e profissionalizantes. Gastos com cursos de línguas e cursinho pré-vestibular não são dedutíveis.

Depois que informou seus dados pessoais, renda, impostos retidos (informações fornecidas pelo seu empregador por meio do Comprovante de Rendimentos do exercício de 2014), pagamentos efetuados (desde que sejam dedutíveis), e saldo da sua conta no inicio e no fim do exercício (o seu dinheiro e não do cheque especial) é só escolher pela melhor tributação e transmitir a Declaração (você vai precisar do Receitanet).

Fiz esse breve resumo pela minha 1ª experiência, o que não torna tudo tão claro. Então, deixo um link do preenchimento passo a passo que ajudou muito.
Não se apavore, pois o programa e bem didático e tem o sistema de verificação de pendências, onde qualquer erro de preenchimento ele informará.

Sugiro que no final você peça para um contador amigo ou mesmo alguém que já declara pra da uma analisada em caso de esta faltando alguma informação útil.
Faltava o valor que um  rendimento que não foi tributado; os dados do saldo do banco no exercício 2014 e  dados do banco para receber o valor da restituição (IMPORTANTÍSSIMO)

Não deixe para última hora
Corre lá. E boa sorte!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s